Tipologia Operacional

Domínio A) Conservação da Natureza
Ações dirigidas para a recuperação e proteção de espécies e habitats com estatuto de conservação desfavorável, tais como a recuperação da conectividade fluvial nos cursos de água e bacias hidrográficas relevantes para as populações piscicolas migradoras, protegidas e ameaçadas, a proteção e recuperação de locais de desova de espécies de peixes migradores, a recuperação de habitats naturais e o fomento de presas.

Objetivos

O objetivo principal do projeto é a conservação e gestão orientadas para o mexilhão-de-rio (Margaritifera margaritifera). Fazem parte dos objetivos mais específicos:

a) Determinar a extensão, distribuição detalhada e estado de conservação atual das populações de M. margaritifera e da espécie piscícola hospedeira Salmo trutta;

b) Avaliar a qualidade biológica e morfológica – sensu DQA – dos cursos de água que albergam populações de M. margaritifera e/ou com registos históricos da sua presença e com potencial para o restabelecimento de populações da espécie;

c) Analisar a vulnerabilidade dos rios de aptidão salmonícola às alterações climáticas;

d) Identificar e cartografar zonas de proteção para M. margaritifera e S. trutta;

e) Melhorar/reabilitar os habitats aquáticos e ripários em troços de rios prioritários para a conservação de M. margaritifera e eventual reintrodução desta espécie em troços de rios potenciais;

f) Desenvolver ações e planos de controlo e monitorização de espécies aquícolas exóticas invasoras;

g) Promover o ordenamento e gestão sustentável da pesca nos rios com populações de M. margaritifera;

h) Reproduzir em cativeiro as espécies M. margaritifera e S. trutta e promover e potenciar a ação e o papel dos postos aquícolas do ICNF no contexto da conservação de ambas as espécies, e dos ecossistemas aquáticos e ribeirinhos em geral;

i) Caracterizar genética e morfo-ecologicamente as populações portuguesas de S. trutta;

j) Coordenar e monitorizar todas as ações supramencionadas e avaliar a sua eficácia na recuperação das populações de M. margaritifera;

k) Promover obras de melhoria em infraestruturas, nomeadamente no Posto Aquícola de Castrelos (propriedade do ICNF), no sentido de serem criadas condições para o desenvolvimento das ações de reprodução ex situ das espécies-alvo, Margaritifera margaritifera e Salmo trutta;

l) Elaborar e implementar um plano de comunicação, divulgação e sensibilização ambiental junto dos principais utilizadores dos ecossistemas dulçaquícolas, nomeadamente pescadores, tendo em vista contribuir para a conservação de M. margaritifera, de S.trutta e dos ecossistemas aquáticos e ribeirinhos em geral.

Lista de Ações

Ação 1 – Avaliação da qualidade biológica e morfológica de rios de aptidão salmonícola

Ação 2 – Avaliação da extensão, distribuição detalhada e estado de conservação atual das
populações de M. margaritifera em Portugal

Ação 3 – Análise da vulnerabilidade dos rios de aptidão salmonícola às alterações climáticas e
outros fatores de regressão das populações de M. margaritifera e do hospedeiro S. trutta

Ação 4 – Medidas de requalificação dos habitats para a promoção de M. margaritifera

Ação 5 – Reprodução ex situ de M. margaritifera

Ação 6 – Caracterização genética e morfo-ecológica das populações de S. trutta em Portugal

Ação 7 – Reprodução ex situ das populações de S. trutta em Portugal. Desenvolvimento de novas metodologias de criação em cativeiro e monitorização de repovoamentos.

Ação 8 – Implementação de obras de melhoria de infraestruturas

Ação 9 – Elaboração e implementação de um plano de comunicação, divulgação e sensibilização ambiental

Ir Para Página das Ações